sábado, 20 de junho de 2009

Frango, beterraba e tomates recheados

Minha mãe trabalha em casa para fora. Prepara bolos e tortas que são fornecidos a uma panificadora de Campo Mourão. Mas não são aqueles bolos cheios de coberturas e sim os simples, como formigueiro, de fubá e outros. Faz isso desde 1995. Claro que começou com bem menos produtos e clientes, mas hoje a produção só não é maior porque ela é só uma. Sozinha toma conta da casa, faz todos os produtos, entrega, cuida de orquídeas, do Tevez (um shit-szu fofíssimo) e mais de um monte de coisas. Por isso que há algum tempo decidi que no fim de semana que estou em casa, a cozinha é minha para o almoço e às vezes para o jantar. Tem os três lados da decisão: ajudo a mãe e desafogo o seu tempo, eles experimentam pratos um pouco diferentes dos que estão ultra acostumados e eu cozinho num lugar muito mais equipado e com uma despensa muito mais farta que a minha. O resultado é que a mãe adora, porque também é curiosa para coisas novas como eu, o pai se divide entre gostar muito e fazer cara estranha olhando para o prato e o meu irmão sempre fica apreensivo, pois não sou tão carnívora quanto ele, então às vezes foge para a casa da namorada.

Dá muito frio na barriga, porque cozinhar só pra mim e no máximo para o namorado, é uma coisa. Se ficar meio gororoba, ele é educado e come pode amor, agora para pai e mãe, o nível de exigência é maior. Por isso coloco a comida na mesa e quase não respiro até perceber que agradou... ufa!

Por tudo isso, quando sei que irei para lá no fim de semana, faço uma super pesquisa para definir os pratos desde quarta-feira, para tentar garantir o sucesso de tudo.

Esses três pratos foram feitos lá na casa da mãe:

Salada de beterraba assada

Nunca tinha pensado em assar beterraba, mas depois de muita propaganda no Inner Life of Food, resolvi tentar. Deixei uma grandona embalada em papel alumínio por muito tempo no forno, que já estava ligado para assar os bolos da mãe. Espetei com um garfo e quando estava macia, estava boa. Procedimento igual para a cebola.

Abri as duas ainda quente, tirei o que consegui da casca, cortei e temperei com um pouco de sal, azeite e salsinha picada.

Na verdade essa salada acompanhou o carbonara do outro post.


Frango quase a la Nigella

Ainda não tinha feito nenhuma receita do Nigella Expreess, então misturei duas parecidas.

Separei uns 18 bifinhos de filé de peito de frango e temperei com sal, azeite e um pouco de limão. Depois de repousar por uns 30 minutos, esquentei uma frigideira com pouco óleo, fritei um punhado de bacon em pedacinhos. Só que o bacon era muito magro e quase não soltou a gordura necessária para o preparo do frango, por isso ficou quase light! hehehe

Retirei o bacon e praticamente grelhei os filés. Quando já estava tudo bem moreninho, retirei e devolvi os bacons na frigideira com uns 60ml de conhaque. Deixei cozinhar um tempo e o bacon tomar gosto e coloquei tudo por cima do frango. Nesse meio tempo minha mãe colocou umas abobrinhas italianas em fatias para fritar junto com o frango. Ficou bom, mas um pouco cozidas demais, já que eram intrusas. Bom, deixei tudo no forno por pouco tempo, para não esfriar até o restante ficar pronto. Ah! No final, também salpiquei com salsinha e cebolinha que sobraram do tomate...



Tomates recheados

A idéia inicial era ricota, mas a mãe ficou com vontade de farofa, tipo a que recheia pimentão. Ok. Ela fez a farofa com carne moída e farinha de milho.

Cortamos a tampinha do tomate, retiramos a polpa que foi aproveitada em outra receita, colocamos a farofa dentro dos tomates e coroamos com um pedaço de queijo branco. Mais simples que isso quase impossível.

No final foi tudo ao forno por uns 15 minutos, só para dar uma assadinha no tomate.

Considerações: a salada de beterraba nos surpreendeu e adorei o sabor suave que ficou ideal com a presença do carbonara. Junto com a cebola também super assadinha, então, foi uma maravilha!

O frango também bombou. À tarde estávamos eu e o pai discutindo quem ia levar de marmita na semana seguinte...

O tomate também foi um excelente acompanhamento. Só que da próxima vez acho que vou colocar um salzinho antes de rechear, porque ficou meio xoxo.

Recomendáveis? Certeza! Nada aqui precisou de muita queima de fosfato e o resultado foi aprovado por quem experimentou =D

3 comentários:

  1. Muito bom o seu blog! Parabéns!!!
    Conheça o Portal Temperus e fique por dentro do que está acontecendo no mundo da gastronomia.
    Concorra à uma máquina de panificação enviando suas receitas, divulgue seu blog e muito mais... acesse: www.temperus.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oiiii...menina, isso aqui tá bom demais...
    Deixei uma frescurinha pra você la no blog, passa lá pra pegar...Bjinhus

    ResponderExcluir
  3. Bruna querida, que blog lindo e cheio de delícias. Amei!!! Voltarei sempre aqui e obrigada pela visita e pelas palavras lá no meu cantinho. Bj grande.

    ResponderExcluir